SRM w Portugalii

> Salezjański Ruch Młodzieżowy > SRM w Portugalii

A referência ao MJS em Portugal surge pela primeira vez no ano pastoral 1988-1989, sobretudo como fruto dos grupos Amigos de Domingos Sávio (ADS) já existentes em alguns centros.

A 24 de maio de 1989 é publicado o primeiro documento orientador do Movimento Juvenil Salesiano e da Espiritualidade Juvenil Salesiana, identificando-se desde logo como um movimento de jovens para jovens. Neste documento era já feita referência aos elementos significativos e à organização da coordenação do movimento através de uma assembleia geral e de um conselho nacional.

Ainda assim, apenas após o ano 2000 a implementação da Assembleia Nacional do Movimento Juvenil Salesiano (ANMJS) e do Conselho Nacional do Movimento Juvenil Salesiano (CNMJS) é levada à prática e em 2005 dá-se a primeira participação do conselho MJS Portugal numa assembleia geral do SYM-Europa, o que cria também um novo impulso no MJS nacional levando a uma renovada dinâmica nestes órgãos. Em 2011 ocorre uma revisão das estruturas do MJS com o lançamento de um conjunto de subsídios identitários. Em 2012 são elaborados os primeiros estatutos e regulamentos do CNMJS e da ANMJS. Segundo os estatutos, em cada ano pastoral realiza-se uma Assembleia Geral e reuniões trimestrais do Conselho Nacional, e, oportunamente, as vezes que for necessário.

As propostas deste itinerário educativo dirigem-se especialmente às crianças e jovens, entre os 10 e os 25 anos.

Entre os vários encontros de animação, retiro e formação realizados ao longo do ano, destacam-se o Dia Nacional MJS, o Acampamento Nacional MJS, o festival de curtas-metragens Clip Dom Bosco e a Assembleia Nacional.